Ocorrência de anticorpos contra Leptospira spp em cães de Teresina, Piauí, Brasil

Elís Rosélia Dutra De Freitas Siqueira Silva, Vanessa Castro, Maria Das Graças Prianti, Larissa Maria Feitosa Gonçalves, Enoque Pereira Costa Sobrinho Júnior, Karina Oliveira Drumond, Ana Lys Bezerra Barradas Mineiro

Resumo


A leptospirose é uma doença sistêmica causada por bactéria Leptospira spp. que afeta seres humanos, animais domésticos e selvagens. O presente trabalho investigou a presença de anticorpos anti-Leptospira spp. na população canina da cidade de Teresina-Piauí, e os respectivos sorovares predominantes. Amostras de sangue de 425 cães foram coletadas no Centro de Controle de Zoonoses de Teresina, no período de julho de 2010 a janeiro de 2012, e submetidas à prova de Soroaglutinação Microscópica (SAM). Este estudo encontrou uma taxa de infecção média com 17,41% (IC 95%; 13,8 – 21,0) e 11 sorovares reagentes, sendo os prevalentes Canicola (18,9%), Autumnalis (16,2%), Icterohaemorrhagiae (12,1%) e Butembo (12,1%). As questões levantadas neste estudo indicam a ocorrência de infecção por Leptospira spp em cães da cidade de Teresina-Piauí, Brasil.


Palavras-chave


leptospiras; cães; epidemiologia

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2017.110588

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science
 
Universidade de São Paulo
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva, 87 - Cidade Universitária
CEP: 05508-270 - São Paulo - SP
Tel: (+55 11) 3091-7636
Fax: (+55 11) 3091-1213
 
bjvras@usp.br
www.revistas.usp.br/bjvras