Composição nutricional e estabilidade aeróbia de silagens de cereais de inverno com diferentes tempos de estocagem

Guilherme Fernando Mattos Leão, Clóves Cabreira Jobim, Mikael Neumann, Egon Henrique Horst, Sthefany Kamile dos Santos, Bruno José Venancio, Leslei Caroline Santos

Resumo


O objetivo do experimento foi avaliar a composição nutricional, a recuperação de matéria seca (MS) e a estabilidade aeróbia de silagens de cereais de inverno submetidas a diferentes tempos de estocagem. Os materiais utilizados foram o trigo (Triticum aestivum cv. BRS Gralha Azul), cevada (Hordeum vulgare cv. BRS Brau), aveia branca (Avena sativa cv. URS Guará), aveia preta (Avena strigosa cv. Embrapa 139) e triticale (X Triticosecale cv. IPR 11), em três tempos de estocagem: 60, 120 e 180 dias. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em arranjo fatorial 5x3. Na avaliação nutricional, a silagem de cevada apresentou baixos teores de fibra em detergente ácido (FDA; 331; 355 e 378 g kg MS-1, para 60, 120 e 180 dias, respectivamente) e altos de nutrientes digestíveis totais (NDT; 558; 544 e 531 g kg MS-1 para 60, 120 e 180 dias, respectivamente), além de alta recuperação de MS e estabilidade aeróbia. O trigo e o triticale apresentaram decréscimo na recuperação de MS com o aumento dos dias de estocagem, embora tenham apresentado alta estabilidade aeróbia. O tempo de estocagem influenciou de maneira distinta as forrageiras, no entanto, tempos de estocagem acima de 60 dias não proporcionaram benefícios para as variáveis avaliadas.

Palavras-chave


armazenamento; deterioração aeróbia; recuperação de MS

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Acta Scientiarum. Animal Sciences
 
Avenida Colombo, 5790
CEP 87020-900 - Maringá - PR
Tel: (+55 44) 3011-4253
Fax: (+55 44) 3011-4253
 
actaanim@uem.br
http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAnimSci