Fitase em rações com níveis de proteína bruta para poedeiras comerciais

Adriana Aparecida Pereira, Otto Mack Junqueira, Dirceu Neutzling Griep Júnior, Dorgival Morais de Lima Júnior, Sarah Sgavioli, Socorro da Silva Moraes

Resumo


Objetivou-se avaliar a ação da enzima fitase em rações formuladas com variação na proteína bruta sobre o desempenho e a qualidade de ovos de poedeiras comerciais. Foram alojadas 336 poedeiras comerciais, em esquema fatorial 3 x 2, com sete repetições e oito aves em cada gaiola. Os tratamentos constituíram de três níveis de proteína bruta (17, 15 e 13%) e dois níveis da enzima fitase (0 e 500 FTU kg-1 ração), distribuídos em delineamento inteiramente casualizado. Durante cinco períodos, de 28 dias cada, foram avaliados o consumo de ração, a produção de ovos, a conversão alimentar por dúzia e por quilograma, o peso e a massa de ovos, a gravidade específica, a espessura de casca e a unidade Haugh. Constatou-se piora no desempenho das poedeiras comerciais alimentadas com 13% de proteína bruta na ração, independente da adição da fitase. Porém, em 15% de proteína bruta, a inclusão da fitase não afetou a conversão alimentar e o peso dos ovos das aves. A inclusão da fitase proporciona resultados de qualidade de ovos e desempenho iguais para os níveis de 17 e 15% de proteína bruta na ração. Não se recomenda o nível de 13% de proteína bruta, com ou sem fitase, na ração de poedeiras semipesadas.

Palavras-chave


fósforo; aves; nitrogênio; ovos

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Acta Scientiarum. Animal Sciences
 
Avenida Colombo, 5790
CEP 87020-900 - Maringá - PR
Tel: (+55 44) 3011-4253
Fax: (+55 44) 3011-4253
 
actaanim@uem.br
http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAnimSci