Identificação de Staphylococcus epidermidis em formigas (Hymenoptera: Formicidae) coletadas em uma área de alimentação no município de Guarulhos, São Paulo

Carolyn Barbosa Carrecelli, Denise Barcelos Barcelos

Resumo


Com o processo de urbanização, ocorreu aumento da disseminação de doenças veiculadas por artrópodes, sendo os mais comuns as formigas. A presença delas é mais frequente pelo seu tamanho, por sua facilidade de locomoção e por sua forma de vida social. Assim, podem atuar como vetores mecânicos de bactérias endossimbiontes e patogênicas, ocasionando contaminação em alimentos e no ambiente hospitalar. Os objetivos deste artigo foram isolar e identificar bactérias contaminantes dos gêneros Escherichia sp., Staphylococcus sp. e Salmonella sp. em formigas operárias circulantes no entorno de uma lanchonete de intenso fluxo de pessoas. Foram coletados rastros de formigas no período vespertino, amostradas em quatro pontos do pátio no entorno da lanchonete. Após a coleta, as bactérias foram identificadas por cultivo em meio de cultura Caldo Triptona de Soja para enriquecimento e meios específicos. Dos quatro pontos coletados no entorno da lanchonete, dois apresentaram crescimento de Staphylococcus epidermidis. Este estudo identificou a presença de S. epidermidis em formigas operárias em uma lanchonete localizada em uma área de grande circulação de pessoas, indicando que elas podem ser vetores de contaminação em estabelecimentos de comércio de alimentos.

Palavras-chave


formigas; contaminação; Staphylococcus sp.; Staphylococcus epidermidis

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1808-1657000652015

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Arquivos do Instituto Biológico
 
Governo do Estado de São Paulo
Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA)
Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, 1252
CEP 04014-900 - São Paulo - SP
Tel (+55 11) 5087-1701