Enriquecimento ambiental para Ariranha (Pteronura brasiliensis) no zoológico de Brasília

Pâmella de Kássia Martins Oliveira, Liane Cristina Ferez Garcia Carpi

Resumo


O enriquecimento ambiental é uma ferramenta utilizada com a finalidade de melhorar a qualidade de vida dos animais em cativeiro, valendo-se de estímulos ambientais para que eles expressem seu comportamento natural. Por essa razão, este estudo analisou o comportamento de um indivíduo de (Pteronura brasiliensis) ariranha da Fundação Jardim Zoológico de Brasília – FJZB com o objetivo de verificar se os enriquecimentos ambientais utilizados influenciaram o comportamento do animal e se os visitantes influenciaram o comportamento da ariranha. Foi observado pelo método animal focal, com registro de seu comportamento a cada um minuto durante 6 horas por dia, por 20 dias, nos períodos de pré-enriquecimento, enriquecimento e pós-enriquecimento. Após a introdução do enriquecimento físico (tábua) e alimentar (comedouro e peixe vivo), o animal ficou mais ativo, passando cerca de 64,32% do tempo na toca. Não houve interação do animal com o enriquecimento físico. Após as observações foi possível inferir que os visitantes influenciam no comportamento da ariranha, adicionalmente, os resultados sugerem que os enriquecimentos peixe vivo e comedouro podem auxiliar na elevação do bem-estar para a ariranha.

Palavras-chave


ambiente; Ariranha; cativeiro; bem-estar

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Atas de Saúde Ambiental - ASA
 
Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU
Rua Ministro Nelson Hungria, 541 – Morumbi
CEP 05690-050 - São Paulo - SP
Tel (+55 11) 3758-3009 (Ramal: 3526)
 
asa.revista@gmail.com
http://www.revistaseletronicas.fmu.br/index.php/ASA