Qualidade da silagem de milho consorciado com gramíneas tropicais em diferentes espaçamentos

J. P. Ferreira, M. Andreotti, I. M. Pascoaloto, N. R. Costa, J. G. Augusto

Resumo


A busca por alternativas ao pasto na pecuária tem focado em opções que permitam o uso maximizado do solo sem o esgotamento das qualidades químicas e físicas. O Sistema Integrado de Produção Agropecuária (SIPA) tem chamado a atenção dos produtores por ser econômica como ecologicamente viável. O objetivo deste estudo foi mensurar a influência de espaçamentos de semeadura do milho (0,45 e 0,90 m) em consórcios com forrageiras (capim Xaraés ou capim Tanzânia) na qualidade da silagem de milho de grãos úmidos. O delineamento utilizado foi o de blocos ao acaso, em um fatorial 2 x 2 com oito repetições, composto pelos seguintes tratamentos: milho semeado a 0,45 m entrelinhas e consorciado com capim Xaraés; milho semeado a 0,90 m entrelinhas e consorciado com capim Xaraés; milho semeado a 0,45 m entrelinhas e consorciado com capim Tanzânia; e milho semeado a 0,90 m entrelinhas e consorciado com capim Tanzânia. A porcentagem de matéria seca e os teores de proteína bruta, fibra em detergente neutro e ácido, lignina, celulose, hemicelulose, cinzas, carboidratos solúveis e poder tampão foram determinados tanto no material antes da ensilagem como na silagem. Os teores de extrato etéreo, nitrogênio insolúvel em detergente ácido e neutro, nitrogênio amoniacal, pH e digestibilidade in vitro da matéria seca foram determinados apenas na silagem. Todas as modalidade de consórcio estudado (forrageiras e espaçamentos) foram viáveis em proporcionar silagem de grãos úmidos de boa qualidade, embora o consórcio com capim Tanzânia em espaçamento de 0,90 m proporciou maior teor de extrato etéreo, menor teor de lignina e maior digestibilidade.

Palavras-chave


forrageiras; nutrição animal; silagem de grãos úmidos; Zea mays.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIATION OFFICIAL ANALITICAL CHEMISTRY. Official methods of analysis. 13.ed. Washington, DC: AOAC, 1995. 1015p.

BALBINOT JÚNIOR, A.A.; MORAES, A.; VEIGA, M.; PELISSARI, A.; DIECKOW, J. Integração lavoura-pecuária: intensificação de uso de áreas agrícolas. Ciência Rural, v. 39, p. 1925-1933, 2009. https://doi.org/10.1590/s0103-84782009005000107

BENACCHIO, S. Niveles de melaza en silo experimental de milho criollo (Sorghum vulgare). Agronomia Tropical, v.14, p.651-658, 1965.

BASSO, F.C.; LARA, E.C.; ASSIS, F.B.; RABELO, C.H.S.; MORELLI, M.; REIS, R.A. Características da fermentação e estabilidade aeróbia de silagens de milho inoculadas com Bacillus subtilis. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, v.13, p.1009-1019, 2012. https://doi.org/10.1590/s1519-99402012000400003

BIAGGIONI, M.A.M.; LOPES, A.B.C.; JASPER, S.P.; BERTO, D.A.; GONÇALVES, E.V. Qualidade da silagem de grão úmido em função da temperatura ambiente e pressão interna de armazenagem. Acta Scientiarum. Agronomy, v.31, p.377-382, 2009. https://doi.org/10.4025/actasciagron.v31i3.325

CAMPOS, F.P.; NUSSIO, C.M.B.; NUSSIO, L.G. Métodos de análises de alimentos. Piracicaba, SP: FEALQ, 2004. 135p.

COSTA, C.; MONTEIRO, A.L.G.; BERTO, D.A.; ALMEIDA, G.A.; LOPES, A.B.R.C. Impacto do uso de aditivos e/ou inoculantes comerciais na qualidade de conservação e no valor nutritivo de silagens. In: SIMPÓSIO SOBRE PRODUÇÃO E UTILIZAÇÃO DE FORRAGENS CONSERVADAS, 1., 2001, Maringá, PR. Anais... Maringá, PR: UEM, 2001. p.87-126.

COSTA, N.R.; OLIVEIRA, P.S.R.; GUALBERTO, R.; SOUZA, L.S.; MONTALVÃO, P.C. Densidades e formas de semeadura do capim-braquiária e produtividade do milho na integração lavoura-pecuária. Tecnologia & Ciência Agropecuária, v.7, p.61-68, 2013.

DE PAULA, F.L.M.; MENEZES, L.F.G.; PARIS, W., RONSANI, R.; HOPPEN, S.M.; CIESCA, J. Silage production and the chemical composition of corn and Grass-tanzania intercropping. Semina: Ciências Agrárias, v.37, p.1607-1616, 2016. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2016v37n3p1607

DOMINGUES, A.N.; ABREU, J.G.; CANEPPELE, C.; REIS, R.H.P.; BEHLING NETO, A.; ALMEIDA, C.M. Agronomic characteristics of corn hybrids for silage production in the State of Mato Grosso, Brazil. Acta Scientiarum. Animal Sciences, v.35, p.7-12, 2013. https://doi.org/10.4025/actascianimsci.v35i1.15592

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Manual de métodos de análise de solo. Rio de Janeiro, RJ: CNPS, 1997. 212 p.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa dos Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. Rio de Janeiro, RJ: EMBRAPA/CNPS, 2013. 353 p.

FERREIRA, G.D.G; BARRIÈRE, Y.; EMILE, J.; JOBIM, C.C.; ALMEIDA, O.C. Valor nutritivo da silagem de dez híbridos de milho. Acta Scientiarum. Animal Sciences, v.33, p.255-260, 2011. https://doi.org/10.4025/actascianimsci.v33i3.9890

KAISER, E.; WEIB, K.; POLP, L.V. A new concept for the estimation of ensiling potential of forages. In: THE INTERNATIONAL SILAGE CONFERENCE, 13., 2002, Auchincruive. Proceedings... Auchincruive: SAC, 2002. p.344-358.

KEPLIN, L.A.S. Recomendação de sorgo e milho (silagem) safra 1992/93. CCLPL, v.1, p.16-19, 1992. (Encarte Técnico da Revista Batavo).

KLUTHCOUSKI, J.; COBUCCI, T.; AIDAR, H.; YOKOYAMA, L.P.; COSTA, J.L.S.; SILVA, J.G.; VILELA, L.; BACELLOS, A.O.; MAGNABOSCO, C.U. Sistema Santa Fé - Tecnologia Embrapa: integração lavoura-pecuária pelo consórcio de culturas anuais com forrageiras, em áreas de lavoura, nos sistemas direto e convencional. Santo Antonio de Goiás, GO: Embrapa Arroz e Feijão, 2000. 28p. (Circular técnica,38).

KUNG JUNIOR, L.; SHAVER, R. Interpretation and use of silage fermentation analysis reports. Focus on Forage, v.3, p.1-5, 2001.

LICITRA, G.; HERNANDEZ, T.M.; VAN SOEST, P.J. Standardization of procedures for nitrogen fractionation of ruminant feeds. Animal Feed Science and Technology, v.57, p.347-358, 1996. https://doi.org/10.1016/0377-8401(95)00837-3

MARTIN, T.N.; VIEIRA, V.C.; MENEZES, L.F.G.; ORTIZ, S.; BERTONCELLI, P.; STORCK, L. Bromatological characterization of maize genotypes for silage. Acta Scientiarum. Animal Sciences, v.34, p.363-370, 2012. https://doi.org/10.4025/actascianimsci.v34i4.15271

MORAES, S.D.; JOBIM, C.C.; SILVA, M.S.; MARQUARDT, F.I. Produção e composição química de híbridos de sorgo e de milho para silagem. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, v.14, p.624-634, 2013. https://doi.org/10.1590/s1519-99402013000400002

NATIONAL RESEARCH COUNCIL. Nutrient requeriments of dairy cattle. 7.ed. Washington, D.C.: National Academy Press, 2001. 381p.

OLIVEIRA, L.B.; PIRES, A.J.V.; CARVALHO, G.G.P.; RIBEIRO, L.S.O.; ALMEIDA, V.V.; PEIXOTO, C.A.M. Perdas e valor nutritivo de silagens de milho, sorgo Sudão, sorgo forrageiro e girassol. Revista Brasileira de Zootecnia, v.39, p.61-67, 2010. https://doi.org/10.1590/s15163-5982010000100008

PARIZ, C.M.; ANDREOTTI, M.; TARSITANO, M.A.A.; BERGAMASCHINE, A.F.; BUZETTI, S.; CHIODEROLI, C.A. Desempenhos técnicos e econômicos da consorciação de milho com forrageiras dos gêneros Panicum e Brachiaria em sistema de integração lavoura pecuária. Pesquisa Agropecuária Tropical, v.39, p.360-370, 2009. DOI: 10.5216/pat.v39i4.5651

RABELO, F.H.S.; REZENDE, A.V.; RABELO, C.H.S.; AMORIM, F.A. Características agronômicas e bromatológicas do milho submetido a adubações com potássio na produção de silagem. Revista Ciência Agronômica, v.44, p.635-643, 2013. https://doi.org/10.1590/s1806-66902013000300028

RAIJ, B. Van; ANDRADE, J.C.; CANTARELLA, H.; QUAGGIO, J.A. Análise química para avaliação da fertilidade de solos tropicais. Campinas, SP: Instituto Agronômico, 2001. 284 p.

SENGER, C.C.D.; MÜHLBACH, P.R.F.; SÁNCHEZ, L.M.B.; NETTO, D.P.; LIMA, L.D. Composição química e digestibilidade ‘in vitro’ de silagens de milho com distintos teores de umidade e níveis de compactação. Ciência Rural, v.35, p.1393-1399, 2005. https://doi.org/10.1590/s0103-84782005000600026

SILVA, D.J.; QUEIROZ, A.C. Análise de alimentos: métodos químicos e biológicos. 3.ed. Viçosa, MG: UFV, 2002. 235p.

SIMAS, J.M. Processamento de grãos para rações de vacas leiteiras. In: SIMPÓSIO SOBRE PRODUÇÃO ANIMAL, 9., 1996, Piracicaba, SP. Anais... Piracicaba, SP: FEALQ, 1997. p. 7-32.

STOLF, R. Teoria e teste experimental de fórmulas de transformação dos dados de penetrômetro de impacto em resistência do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.15, p.229-235, 1991.

VAN SOEST, P.J. Nutritional ecology of the ruminant. 2. ed. New York, NY: Cornell University Press, 1994. 476p.

VELHO, J.P., MÜHLBACH, P.R.F., NÖRNBERG, J.L., VELHO, I.M.P.H., GENRO, T.C.M., KESSLER, J.D. Composição bromatológica de silagens de milho produzidas com diferentes densidades de compactação. Revista Brasileira de Zootecnia, v.36, p.1532-1538, 2007. https://doi.org/10.1590/s1516-35982007000700011

VIANA, P.T.; PIRES, A.J.V.; OLIVEIRA, L.B.; CARVALHO, G.G.P.; RIBEIRO, L.S.O.; CHAGAS, D.M.T.; NASCIMENTO FILHO, C.S.; CARVALHO, A.O. Fracionamento de carboidratos e de proteína das silagens de diferentes forrageiras. Revista Brasileira de Zootecnia, v.41, p.292-297, 2012. https://doi.org/10.1590/s1516-35982012000200009

VILLELA, T.E.A; PINHO, R.G.V.; GOMES, M.S.; GROSS, M.R.; EVANGELISTA, A.R. Consequência do atraso na época de semeadura e de ensilagem do milho no valor nutritivo da silagem. Ciência e Agrotecnologia, v.27, p.54-61, 2003. https://doi.org/10.1590/s1413-70542003000100006

WOOLFORD, M.K. The silage fermentation. New York, NY: Marcel Dekker, 1984. 305p




DOI: http://dx.doi.org/10.17523/bia.v74n3p237

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Boletim de Indústria Animal

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.


Boletim de Indústria Animal
 
Instituto de Zootecnia
Rua Heitor Penteado, 56 - Centro
CEP: 13460-000 - Nova Odessa - Brasil - SP
Tel: (+55 19) 3476-9809
 
 
editor@iz.sp.gov.br
 
Licença Creative Commons
Os trabalhos publicados no Boletim de Indústria Animal está licenciado com uma Licença 
Creative Commons