Altura de corte e adição de inoculante enzimo-bacteriano na composição químico-bromatológica e digestibilidade de silagens de milho avaliada em ovinos

Fabiany Izabel Marquardt, Clóves Cabreira Jobim, Antonio Vinicius Iank Bueno, Matheus Gonçalves Ribeiro

Resumo


Objetivou-se com este ensaio observar a influência da altura de corte da planta de milho, associada ou não a um inoculante enzimo-bacteriano, sobre a composição químico-bromatológica e digestibilidade das silagens avaliadas em ovinos. Os tratamentos foram silagens de milho colhidas a 20 e 40 centímetros acima do nível do solo, com ou sem inoculante. Utilizou-se como inoculante o aditivo Maize-All®. As variáveis analisadas na silagem foram pH, matéria seca, matéria orgânica, proteína bruta, extrato etéreo, fibra em detergente neutro, fibra em detergente ácido, hemicelulose, celulose, lignina e carboidratos não fibrosos. No ensaio de digestibilidade, avaliou-se a digestibilidade aparente da MS, MO, PB, EE, FDN, FDA, Hem e CNF. Observou-se com a elevação da altura de corte redução na concentração de lignina, o milho colhido a 20 cm apresentou uma concentração superior ao colhido a 40 cm, verificando-se concentrações de 84,0 g. kg-1 MS e 69,3 g. kg-1 MS, respectivamente, não havendo efeito da inoculação. Não foi observado efeito significativo dos tratamentos sobre as digestibilidades. A elevação da altura de corte apresentou alteração apenas nas concentrações de lignina. No entanto, essa redução de lignina não influenciou nas digestibilidades e consequentemente não alterou as concentrações de NDT. 

Palavras-chave


aditivo; corte alto; enzimas

Texto completo:

PDF HTML


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1089-6891v18e-42888

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Ciência Animal Brasileira
 
Universidade Federal de Goiás. Escola de Veterinária e Zootecnia
Campus II UFG, Cx. Postal 131
CEP 74001-970 - Goiânia - GO - Brasil
Tel: (+55 62) 3521-1568
Fax: (+55 62) 3521-1566
 
revistacab@gmail.com
www.revistas.ufg.br