Hemangiomas e hemangiossarcomas em cães: estudo retrospectivo de 192 casos (2002-2014)

Nicolle Pereira Soares, Alessandra Aparecida Medeiros, Matias Pablo Juan Szabó, Ednaldo Carvalho Guimarães, Lígia Gundim Fernandes, Thaísa Reis dos Santos

Resumo


O hemangioma e o hemangiossarcoma são neoplasias mesenquimais originárias do endotélio vascular e o cão é o animal doméstico mais frequentemente acometido. Os registros do Laboratório de Patologia Animal do Hospital Veterinário da Universidade Federal de Uberlândia de 2002 a 2014 foram revisados. Os dados epidemiológicos e a frequência de cães com diagnóstico de hemangioma e hemangiossarcoma foram verificados e estatisticamente comparados. Foram identificados 64 casos de hemangioma e 128 casos de hemangiossarcoma. Para os hemangiomas, não houve diferença na frequência de acordo com sexo e raça. Quanto à localização, os hemangiomas não viscerais foram os mais frequentes em relação aos viscerais. As cadelas e animais adultos e idosos foram frequentemente acometidos por hemangiossarcoma, assim como a raça Pitbull. Os hemangiossarcomas apresentaram predominantemente tamanho médio e localização cutânea, ou seja, não visceral.

Palavras-chave


cão; endotélio vascular; neoplasia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1089-6891v18e-30889

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Ciência Animal Brasileira
 
Universidade Federal de Goiás. Escola de Veterinária e Zootecnia
Campus II UFG, Cx. Postal 131
CEP 74001-970 - Goiânia - GO - Brasil
Tel: (+55 62) 3521-1568
Fax: (+55 62) 3521-1566
 
revistacab@gmail.com
www.revistas.ufg.br