Qualidade da carne de aves da raça Rodhe Island Red criadas em sistema alternativo

Fábio Loures Cruz, Marcelo Espósito, Nicole Batelli de Souza Nardelli, Édison José Fassani, Peter Bitencourt Faria, Claudiana Esteves

Resumo


Objetivou-se caracterizar a qualidade da carne de aves da raça Rodhe Island Red em função da diferença do tipo de corte e sexo. Foram utilizadas 30 aves em delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial (2 x 2), sendo dois cortes (peito e coxa) e dois sexos, com cinco repetições por tratamento. As aves foram abatidas aos 105 dias para realização das análises físicoquímicas, composição centesimal e perfil lipídico do peito e coxa. A coxa apresentou maior média de pH final, teor de vermelho (a*) e força de cisalhamento (FC). Para luminosidade (L*), o peito obteve a maior média e as fêmeas maior média de FC. A coxa apresentou maior teor de extrato etéreo (EE) e umidade. O peito apresentou maior média de ácidos graxos saturados. As fêmeas obtiveram maior quantidade de ω3 e menor relação ω6/ω3. Foi observado maior índice de trombogenicidade no peito. A coxa mostrou menor conteúdo de ácidos graxos saturados e menor índice de trombogenicidade. As fêmeas apresentaram maior teor de ω3. O tipo de corte demonstrou maior influência que o sexo sobre os parâmetros estudados e a coxa apresentou melhores aspectos físico-químicos e de perfil lipídico para carne de aves neste sistema de produção relacionados à qualidade de carne desejável pelos consumidores.

Palavras-chave


ácido graxo; aterogenicidade; cor; força de cisalhamento; trombogenicidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1089-6891v18e-37834

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Ciência Animal Brasileira
 
Universidade Federal de Goiás. Escola de Veterinária e Zootecnia
Campus II UFG, Cx. Postal 131
CEP 74001-970 - Goiânia - GO - Brasil
Tel: (+55 62) 3521-1568
Fax: (+55 62) 3521-1566
 
revistacab@gmail.com
www.revistas.ufg.br