Qualidade de sementes de soja submetidas a doses crescentes de Cal Super

Deyner Damas Aguiar Silva, Igor Leonardo Vespucci, Cristiane Ribeiro da Mata, Simério Carlos Silva Cruz, Carla Gomes Machado

Resumo


A nutrição e a disponibilidade de nutrientes das plantas podem afetar diretamente a qualidade fisiológica das sementes, fator essencial para a formação do embrião e o acúmulo de reservas. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade fisiológica de sementes de soja em resposta à doses de Cal Super. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso com cinco tratamentos (doses de Cal Super) e quatro repetições. O experimento foi dividido em duas etapas, sendo a primeira realizada na Fazenda São Domingos onde foram utilizadas as doses de Cal Super nas plantas mãe de soja, e a segunda no Laboratório de Sementes da Universidade Estadual de Goiás, Campus de Palmeiras de Goiás. Para determinação da qualidade fisiológica das sementes foram realizados teor de água, massa de mil sementes, comprimento e largura de sementes, teste de germinação, primeira contagem do teste de germinação, teste de comprimento de plântulas, matéria seca de plântulas e envelhecimento acelerado. Após obtenção dos dados, os mesmos foram submetidas à análise de variância e, quando significativos, procedeu-se à construção das regressões. Observou-se que, nas condições em que foi realizado o experimento, as doses de Cal Super não influenciaram na qualidade fisiológica das sementes de soja.

Palavras-chave


cálcio; qualidade fisiológica; vigor

Texto completo:

PDF HTML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Campo Digital
 
Faculdade Integrado de Campo Mourão
Rodovia BR-158 Km 207
CEP 87300-970 - Campo Mourão - PR
Tel (+55 44) 3518-2500

daniele.chefer@grupointegrado.br