Imunodiagnóstico na rotina clínica de ruminantes

Allan Andrade Rezende, Tatiane Rodrigues da Silva, Rachel Livingstone Felizola Soares de Andrade

Resumo


O conhecimento efetivo ou em confirmação, em relação a uma enfermidade, ou condição física ou mental, com suporte nos sintomas observados no momento do seu exame, não elucidam em sua complexidade, o diagnóstico clínico e/ou precoce. Deve-se considerar não apenas os sintomas, mas também o histórico médico do enfermo e uma vasta gama de aparatos complementares de suporte, que visem minimizar as sequelas causadas pela doença, amparar sua terapêutica e maximizar a probabilidade de sobrevivência, em quadros de enfermidades graves. O imunodiagnóstico baseia-se na capacidade de identificar a resposta imune para detectar antígenos ou anticorpos, direta ou indiretamente. Por algumas técnicas, em certos componentes do sistema imune são altamente capazes de elucidar diagnósticos, além da simples avaliação clínica, com suporte na organização complexa de tecidos, células, seus produtos e mediadores químicos biologicamente ativos com capacidade de englobar para produzir a resposta imune.

Palavras-chave


buiatria; diagnóstico; enfermidades; imunogenicidade; imunologia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Ciência Veterinária nos Trópicos
 
Conselho Regional de Medicina Veterinária de Pernambuco - CRMV-PE
Rua Conselheiro Theodoro, 460 - Zumbi
CEP 50711-030 - Recife - PE
Tel (+55 81) 3797-2517
Fax (+55 81) 3797.2514