Perfil sanitário de pequenos ruminantes do estado de Sergipe, Brasil

Huber Rizzo

Resumo


Objetivou-se com essa revisão realizar um levantamento dos dados disponíveis quanto às características das criações de pequenos ruminantes no estado de Sergipe e a frequência sorológica e bacteriológica das principais enfermidades que acometem essas espécies. As coletas de material dos estudos disponíveis ocorreram entre os anos de 2008 e 2014 e demonstraram que a maioria dos rebanhos são da espécie ovina, da raça Santa Inês, criados em sistema semiextensivo, enquanto os caprinos representam uma menor parte sendo, em geral, de mestiços voltados à produção leiteira. Dentre as enfermidades foi observada a ocorrência principalmente de anticorpos contra o T. gondii, N. caninum e Leptispiras e em menor numero contra Lentivirus de Pequenos Ruminantes, B. ovis e Micoplasma. Pesquisas bacteriológicas evidenciaram a presença da linfadenite caseosa cutânea e visceral, além de ocorrência de falhas no manejo de ordenha e secagem dos animais em lactação. Importantes agentes etiológicos estão presentes nos rebanhos Sergipanos sendo necessária a adoção de práticas de manejo sanitários para a manutenção da saúde dos animais

Palavras-chave


Brucellas; Lentivirus; Leptospiras sp; Linfadenite Caseosa; Neospora caninum; Toxoplasma gondii

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Ciência Veterinária nos Trópicos
 
Conselho Regional de Medicina Veterinária de Pernambuco - CRMV-PE
Rua Conselheiro Theodoro, 460 - Zumbi
CEP 50711-030 - Recife - PE
Tel (+55 81) 3797-2517
Fax (+55 81) 3797.2514