Potencial evocado visual em cães e ovinos

Mariana Isa Poci Palumbo, Luiz Antonio de Lima Resende, Rodrigo Barros, César Erineudo Tavares de Araújo, Cláudia Valéria Seullner Brandão, Alexandre Secorun Borges

Resumo


O potencial evocado visual (PEV) é técnica eletrodiagnóstica que permite avaliação das vias visuais. O PEV de 20 cães e 20 ovinos adultos, de ambos os sexos, foram obtidos para estudo normativo. Foram utilizados eletrodos de agulha monopolar posicionados em O1 e O2 (ativos), em Fpz (referência comum) e em Cz (terra). O estímulo foi na forma de flash a 1Hz. Dezessete cães e 17 ovinos foram incluídos no estudo, pois apresentaram potenciais auditivos com boa qualidade técnica. Os resultados da avaliação dos dois olhos foram agrupados, totalizando 34 exames em cada espécie. O achado mais consistente em todos os exames foi uma deflexão eletropositiva, com latência média de 55,4ms em cães (P55) e 63,75ms em ovinos (P63). Outras duas ondas eletronegativas também foram identificadas: N31 e N75 em cães; e N42 e N86 em ovinos. A metodologia utilizada neste estudo permitiu obtenção de potenciais visuais com pequena variabilidade, sendo útil para avaliação de animais com suspeita de alteração nas vias visuais centrais.


Palavras-chave


potencial evocado visual; neurologia; oftalmologia; cão; ovino

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0100-736x2017000400009

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Pesquisa Veterinária Brasileira
 
Colégio Brasileiro de Patologia Animal
Caixa Postal 74.591
CEP: 23890-000 - Seropédica - RJ
Tel/Fax: (+55 21) 2682-1081
 
pvb@pvb.com.br
www.pvb.com.br