Características ultrassonográficas de fígado, vesícula biliar, rins, vesícula urinária e jejuno em coelhos jovens e adultos

Kassy G. da Silva, Lígia V. Nascimento, Ubirajara I. Tasqueti, Carla de Andrade, Tilde R. Froes, Cristina S. Sotomaior

Resumo


O presente trabalho descreveu características e comparou mensurações do fígado, vesícula biliar, rins, vesícula urinária e jejuno de coelhos da raça Nova Zelândia Branco (NZB) jovens e adultos. O grupo dos jovens foi composto por 39 coelhos de ambos os sexos (20 machos e 19 fêmeas), desmamados aos 30-31 dias de idade, sendo as avaliações realizadas aos 35, 56 e 77 dias de idade. O grupo dos adultos foi composto por 23 fêmeas e 15 machos, com idade superior a 6 meses, sendo realizada uma avaliação ultrassonográfica por animal. O exame consistiu na avaliação do fígado, vesícula biliar, rins direito e esquerdo, jejuno e vesícula urinária. Todos os animais foram pesados antes dos exames. O peso médio dos animais aumentou (p<0,05) dos 35 dias até a idade adulta. Tanto nos adultos quanto nos jovens, o fígado apresentou-se predominantemente isoecogênico ao rim direito e com textura homogênea. A vesícula biliar apresentou-se em formato ovoide alongado, variando de piriforme à amendoado, com conteúdo anecogênico, não sendo visível em 2,6% dos coelhos jovens e em 26,3% dos adultos. O comprimento e a largura da vesícula biliar nas idades de 35, 56, 77 dias e adultos foram: 1,06 e 0,39; 1,44 e 0,53; 1,41 e 0,58; 1,57 e 0,67cm, respectivamente. Considerando jovens e adultos, as mensurações da vesícula biliar e dos rins esquerdo e direito apresentaram correlação positiva (p<0,05) com o peso. Os rins apresentaram-se no formato de elipse e com superfície regular, com aumento (p<0,05) dos 35 dias à idade adulta. Houve correlação positiva (p<0,05) entre os volumes renais direito e esquerdo. A descrição da vesícula urinária mais encontrada (86%) foi a com conteúdo anecogênico, com pequenas estruturas ecogênicas livres no lúmen, tanto em jovens quanto em adultos. Não houve diferença (p>0,05) da espessura das camadas do jejuno entre as idades, apresentando média de 0,23 cm para todos os animais. Estes são os primeiros dados brasileiros de características ultrassonográficas de fígado, vesícula biliar, rins, jejuno e vesícula urinária para coelhos NZB de 35, 56 e 77 dias de vida e adultos.


Palavras-chave


ultrassonografia; fígado; vesicular biliar; rins; vesícula urinária; jejuno; abdômen; coelho; jovem; adulto

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0100-736x2017000400018

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Pesquisa Veterinária Brasileira
 
Colégio Brasileiro de Patologia Animal
Caixa Postal 74.591
CEP: 23890-000 - Seropédica - RJ
Tel/Fax: (+55 21) 2682-1081
 
pvb@pvb.com.br
www.pvb.com.br