Alterações hematológicas e bioquímicas causadas por Anaplasma marginale em bovinos com aptidão leiteira da região Sudoeste do Paraná

Fábio Darlan Bernardo, Cleverson Conhizak, Francielli Ambrosini, Adolfo Firmino da Silva Neto, Fagner Luiz da Costa Freitas, Carina Franciscato

Resumo


O objetivo deste trabalho foi descrever as complicações hematológicas e bioquímicas em bovinos da região Sudoeste do Paraná infectados por Anaplasma marginale, comparando estas alterações com os parâmetros apresentados por bovinos sadios da mesma região. Foram avaliadas 40 vacas com aptidão leiteira, sendo 20 clinicamente suspeitas de estarem infectadas pelo parasito e outras 20 sadias, que serviram como grupo controle. O hemograma foi realizado em contador hematológico automático. Para a contagem diferencial de células brancas e pesquisa do agente realizou-se esfregaço sanguíneo. As análises de albumina, proteínas totais (PT), uréria, creatinina, aspartato-aminotrasferase, e gama-glutamiltransferase séricas, foram realizadas em analisador bioquímico semi-automático. Os resultados obtidos foram avaliados através do programa SPSS, versão 20.0, sendo submetidos ao Teste t de Student. O diagnóstico foi realizado pela identificação do hemoparasito em esfregaço sanguíneo. Os animais infectados apresentaram uma parasitemia que variou de 11 a 20%. Constatou-se diferença estatística significante (p<0,01), entre os seguintes parâmetros: hematócrito das infectadas (17,99±1,49%) e sadias (29,38±0,96); número de hemácias das infectadas (3,71±0,39x106/μL) e sadias (7,23±0,37x106/μL); hemoglobina das infectadas (6,08±0,65g/dL) e sadias (9,96±0,33g/dL); VCM das infectadas (52,60±3,07fL) e sadias (41,34±1,31fL); monócitos das infectadas (1353,27±373,61/μL) e sadias (517,84±113,22/μL); PT (proteínas totais) das infectadas (7,60±0,18g/dL) e sadias (5,90±0,28g/dL). Os animais infectados apresentaram acentuada anemia e aumento sérico das PT. Conclui-se que estes hemoparasitos provocam monocitose e sinais clínicos graves decorrentes da anemia acentuada, porém não alteram os marcadores da função hepática e renal de bovinos na forma clínica de Anaplasmose.


Palavras-chave


função hepática e renal; hemograma; Rickettsia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4322/rbcv.2016.048

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Revista Brasileira de Ciência Veterinária
 
Universidade Federal Fluminense
Faculdade de Veterinária
Rua Vital Brazil Filho, 64
CEP 24230-340 - Niterói - RJ
Tel/Fax: (+55 21) 2629-9549
 
rbcv@vm.uff.br
www.uff.br/rbcv