Parâmetros bioquímicos clínicos de vacas de alta e média produção de leite, criadas em sistema freestall

Josiane Oliveira Feijó, Patrícia Mattei, Aline Marangon Oliveira, Carolina Bespalhok Jacometo, Vinícius Coitinho Tabeleão, Rubens Alves Pereira, Eduardo Schmitt, Francisco Augusto Burkert Del Pino, Marcio Nunes Corrêa

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar os parâmetros bioquímico-clínicos de vacas primíparas e multíparas de alta e média produção de leite criadas em sistema freestall. Foram utilizadas 174 vacas da raça Holandês, divididas em quatro grupos: primíparas de alta produção (PA, n=37; 42,92±0,78 kg leite/dia); primíparas de média produção (PM, n=50; 26,44±0,91 kg leite/dia); multíparas de alta produção (MA, n=37; 44,28±0,87 kg leite/dia) e multíparas de média produção (MM, n=50; 24,87±0,91 kg leite/dia), com 216±12 dias em lactação. Analisaram-se os seguintes metabólitos: concentrações de: colesterol total, colesterol HDL (HDL), triglicerídeos (TAG), beta-hidroxibutirato (BHB), proteínas totais (PT), albumina, ureia, e a atividade da enzima aspartato aminotransferase (AST). O grupo PM apresentou maiores concentrações de albumina (P = 0,001), colesterol (P = 0,001), HDL (P = 0,002) e TAG (P = 0,010) quando comparado com as do grupo MM. O grupo PA apresentou maiores concentrações de HDL (P = 0,001) quando comparado com a MA. PA apresentou maiores concentrações de HDL (P = 0,023) e AST (P = 0,05) ao se comparar com PM. MA apresentou maiores concentrações de albumina (P = 0,009), colesterol (P = 0,041), HDL (P = 0,053) e TAG (P = 0,052) quando comparado com a MM. As diferenças encontradas nos metabólitos analisados tornam-se importantes no estabelecimento dos valores de referência para uma população regional de categorias semelhantes, além da possibilidade de utilização de parâmetros bioquímico-clínicos na prevenção e monitoramento de transtornos metabólicos.


Palavras-chave


lactação; marcadores metabólicos; sangue; sistema intensivo; valores de referência

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4322/rbcv.2016.053

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Revista Brasileira de Ciência Veterinária
 
Universidade Federal Fluminense
Faculdade de Veterinária
Rua Vital Brazil Filho, 64
CEP 24230-340 - Niterói - RJ
Tel/Fax: (+55 21) 2629-9549
 
rbcv@vm.uff.br
www.uff.br/rbcv