Coliformes totais e termotolerantes em bifes de carne bovina tratados com ácido lático e lactato de sódio

Karoline Mikaelle de Paiva Soares, Lara Barbosa de Souza, Jean Berg Alves da Silva

Resumo


A carne bovina é um alimento susceptível à deterioração microbiana e, por essa razão, o emprego de métodos de conservação pode ajudar na sua preservação. Uma forma de se avaliar a qualidade de carnes é através da análise de coliformes. Sendo assim, com o presente estudo, objetivou-se avaliar o uso de ácido lático e lactato de sódio no número mais provável de coliformes totais e termotolerantes em bifes de carne bovina. Para tanto, a partir de peças de carne embaladas a vácuo e com selo de inspeção federal, foram produzidos bifes de coxão mole submetidos à aplicação de tratamentos com ácido lático e seu sal sódico de forma isolada e combinada. Foram aplicados cinco tratamentos, sendo o primeiro o controle (ausência de imersão), o segundo a imersão em água destilada estéril, o terceiro e quarto corresponderam respectivamente à lavagem em solução de ácido lático e lactato de sódio de forma isolada e no quinto tratamento, os bifes foram tratados com esses aditivos de forma combinada. Os bifes foram submetidos à contagem de coliformes totais no tempo zero e a cada 72 horas durante nove dias. As análises foram realizadas com três repetições por tratamento. O tratamento combinado com os aditivos foi eficiente em inibir crescimento de coliformes totais e termotolerantes durante a estocagem em condições de refrigeração.


Palavras-chave


micro-organismos; qualidade; coxão mole bovino; tratamentos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4322/rbcv.2016.056

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Revista Brasileira de Ciência Veterinária
 
Universidade Federal Fluminense
Faculdade de Veterinária
Rua Vital Brazil Filho, 64
CEP 24230-340 - Niterói - RJ
Tel/Fax: (+55 21) 2629-9549
 
rbcv@vm.uff.br
www.uff.br/rbcv