Qual o papel placentário e materno no desenvolvimento de potros equinos?

Marcela Gonçalves Meirelles, Maria August Alonso, Carina Fernandes Guimarães, Fernanda Jordão Affonso, Claudia Barbosa Fernandes

Resumo


Uma placenta normal e eficiente que desempenhe suas funções é um pré-requisito indispensável para que a gestação seja conduzida com sucesso, permitindo o desenvolvimento e maturação fetal e resultando no nascimento de um produto sadio e com desenvolvimento adequado. Assim, um conjunto de avaliações que forneçam dados sobre as características maternas, eficiência placentária e monitoramento da gestação são de extrema importância para a criação e o mercado equestre. Têm sido demonstrada uma relação entra as características macro e microscópicas da placenta e viabilidade de potros ao nascimento. Dessa forma, o conhecimento das mudanças na estrutura e função placentária que são influenciadas pelo porte, idade e paridade materna, e por sua vez, possam refletir no desenvolvimento e crescimento do feto, são de grande importância para uma melhor seleção e manejo das matrizes e/ou receptoras, que serão responsáveis por gestar um potro.

Palavras-chave


corioalantóide; eficiência placentária; idade; paridade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Revista Brasileira de Reprodução Animal
 
Colégio Brasileiro de Reprodução Animal
Av. Cel. José Dias Bicalho 1224 - Lj. 4
CEP: 31275-050 - Belo Horizonte, MG
Fone: (+55 31)491-7122
 
cbra@cbra.org.br
http://www.cbra.org.br/portal/index.htm