Biotécnicas reprodutivas na produção de animais geneticamente modificados para pesquisa biomédica

Marcel Frajblat, Vera Lucia Langaro Amaral

Resumo


Tecnologias reprodutivas têm uma participação fundamental na pesquisa biomédica. Por meio delas, novos modelos animais são produzidos e preservados de forma segura. A produção de animais geneticamente modificados envolve diretamente o uso de embriões, sua manipulação e transferência para fêmeas receptoras. Uma vez produzida uma nova linhagem geneticamente modificada, a melhor forma de preservá-la é por meio da criopreservação de espermatozoides ou embriões. Uma nova tecnologia para manipulação e modificação do genoma do camundongo foi desenvolvida nos últimos anos. O sistema CRISPR/Cas9 tornou a produção destes animais mais rápida, efetiva e com um custo mais baixo que as técnicas tradicionais. Esta tecnologia impulsionará o projeto mundial de produção de animais mutantes para cada um dos cerca de 25 mil genes presentes no camundongo. Ainda permitirá a produção de modelos com mutação dupla ou tripla e em animais com fundo genético distintos. Esta apresentação abordará a importância das técnicas reprodutivas neste processo fundamental da pesquisa biomédica.

Palavras-chave


camundongo; embrião; pesquisa biomédica; transgênico

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Revista Brasileira de Reprodução Animal
 
Colégio Brasileiro de Reprodução Animal
Av. Cel. José Dias Bicalho 1224 - Lj. 4
CEP: 31275-050 - Belo Horizonte, MG
Fone: (+55 31)491-7122
 
cbra@cbra.org.br
http://www.cbra.org.br/portal/index.htm