Conservação de roedores histricognatos silvestres da América do Sul utilizando estratégias reprodutivas

Alexandre Rodrigues Silva, Andreia Maria da Silva, Erica Camila Gurgel Praxedes, Alexsandra Fernandes Pereira

Resumo


A fauna silvestre, especialmente os roedores histricognatos, representa uma importante fonte econômica de carne, couro e pelos para a população humana. Nesse sentido, um aumento produtivo dessa fonte está diretamente associado ao emprego de estratégias reprodutivas, visando tanto a conservação da biodiversidade, como a multiplicação adequada de indivíduos em cativeiro. Para ambas as situações, a primeira etapa consiste na eficiente conservação de germoplasma com a formação de criobancos. Assim, o objetivo desta revisão é apresentar os principais avanços alcançados na conservação de roedores histricognatos silvestres, especialmente aqueles da América do Sul, evidenciando os resultados na criopreservação de células e tecidos obtidos em cutias e preás.

Palavras-chave


biodiversidade; criopreservação; mamíferos silvestres

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Revista Brasileira de Reprodução Animal
 
Colégio Brasileiro de Reprodução Animal
Av. Cel. José Dias Bicalho 1224 - Lj. 4
CEP: 31275-050 - Belo Horizonte, MG
Fone: (+55 31)491-7122
 
cbra@cbra.org.br
http://www.cbra.org.br/portal/index.htm