Pontos críticos na central de difusão genética

Carine Dahl Corcini, Karina Lemos Goularte, Andreia Nobre Anciuti, Sara Lorandi Soares, Antonio Sergio Varela Junior

Resumo


A suinocultura brasileira tem uma expectativa de crescimento de 2,4% para o ano de 2017, segundo ABPA. Com o crescimento do setor foi necessária a automatização que gerou maior eficiência na produção de doses inseminantes de suínos em centrais de difusão genética, considerando que as biotécnicas utilizadas buscam otimizar o material genético dos machos, sendo tanto na diminuição do número de células espermáticas por dose, como no número de doses por inseminação. Torna-se cada vez mais necessária a implantação de programas de controle de qualidade com métodos responsáveis para garantir um produto com maior segurança ao produtor. O objetivo da presente revisão foi descrever etapas no processamento da dose inseminante que afetam a qualidade seminal.


Palavras-chave


temperatura; diluente; contaminação; cachaço

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Revista Brasileira de Reprodução Animal
 
Colégio Brasileiro de Reprodução Animal
Av. Cel. José Dias Bicalho 1224 - Lj. 4
CEP: 31275-050 - Belo Horizonte, MG
Fone: (+55 31)491-7122
 
cbra@cbra.org.br
http://www.cbra.org.br/portal/index.htm