Endocrinologia reprodutiva da égua gestante

Marcela Gonçalves Meirelles, Maria Augusta Alonso, Fernanda Jordão Affonso, Phelipe Oliveira Favaron, Maria Angélica Miglino, Claudia Barbosa Fernandes

Resumo


Muitos são os hormônios envolvidos no período de gestação da égua, sendo um evento muito complexo do que um simples predomínio progesterônico como muitos acreditam. Da mesma forma, o processo do parto, não é atribuído a um gatilho hormonal isolado, mas sim uma cascata de alterações endócrinas que atuam em uma sequência ordenada. Estes hormônios circulantes na égua gestante, são produzidos por precursores fetais, metabolizados na placenta e com principal ação no útero materno. Embora a maioria dos hormônios envolvidos na gestação e parto sejam comuns entre as espécies de mamíferos, alguns aspectos da secreção de gonadotrofinas, progesterona e esteroides pela unidade feto-placentária são exclusivos na égua. Assim, o conceito de cooperação interdependente entre placenta, feto e endométrio torna-se fundamental nessa espécie, primando a manutenção da gestação, desenvolvimento fetal e desencadeamento do parto.

Palavras-chave


prenhez; parto; hormônios; equinos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Revista Brasileira de Reprodução Animal
 
Colégio Brasileiro de Reprodução Animal
Av. Cel. José Dias Bicalho 1224 - Lj. 4
CEP: 31275-050 - Belo Horizonte, MG
Fone: (+55 31)491-7122
 
cbra@cbra.org.br
http://www.cbra.org.br/portal/index.htm