Sincronização e indução do estro em caprinos leiteiros

Mario Felipe Alvarez Balaro, Joanna Maria Gonçalves Souza-Fabjan, Luana Rangel Cortês, Ana Lúcia Rosa Silva Maia, Rodolfo Ungerfeld, Jeferson Ferreira Fonseca, Felipe Zandonadi Brandão

Resumo


A estacionalidade reprodutiva em caprinos enfraquece a cadeia produtiva e torna inconstante a receita obtida. Produtores procuram utilizar protocolos hormonais ou metodologias naturais visando obter melhores índices produtivos. As cabras apresentam padrão de estacionalidade distinto de acordo com a latitude que se encontram no Brasil e fatores como a nutrição; interações sociais e aspectos climáticos parecem ser componentes importantes. Na estação reprodutiva; a sincronização do estro é obtida pelo uso de agentes luteolíticos intervalados por sete ou 11;5 dias. Na contra estação; a indução do estro sincronizado é obtida por meio de dispositivos intravaginais contendo progestágenos mantidos por seis dias em associação a diferentes gonadotropinas; aplicadas de 48 a 24 h antes da retirada do dispositivo. Hormônios indutores de ovulação também podem ser adotados. Igualmente; é importante considerar o estado fisiológico e a capacidade reprodutiva dos machos. No repouso sexual; os mesmos podem ser estimulados pelo uso da melatonina; manejo do fotoperíodo; o bioestímulo por cabras em estro e a aplicação de eCG. Dentre as estratégias naturais; destacase o uso do efeito macho; efeito fêmea; controle artificial do fotoperíodo e a associação entre estes visando a promoção de sistemas orgânicos e sustentáveis a partir de métodos verdes; éticos e limpos.


Palavras-chave


cabras; eficiência reprodutiva; estacionalidade reprodutiva

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Revista Brasileira de Reprodução Animal
 
Colégio Brasileiro de Reprodução Animal
Av. Cel. José Dias Bicalho 1224 - Lj. 4
CEP: 31275-050 - Belo Horizonte, MG
Fone: (+55 31)491-7122
 
cbra@cbra.org.br
http://www.cbra.org.br/portal/index.htm