Variabilidade espacial de atributos químicos do solo cultivado com soja sob plantio direto

Flávio Carlos Dalchiavon, André Ricardo Rodrigues, Elizeu Souza de Lima, Lenon Henrique Lovera, Rafael Montanari

Resumo


Durante o ano agrícola de 2012/2013, no município de Campo Novo do Parecis, MT, objetivou-se analisar a variabilidade espacial de atributos da soja e da fertilidade num Latossolo Vermelho distrófico típico cultivado sob plantio direto. Foi instalada a malha de amostragem para a coleta de dados numa área de 5,0 ha. Foram avaliadas a produtividade de grãos de soja, população de plantas, matéria orgânica, P, Ca+2, Mg+2, K+ , Al+3, H+ + Al+3, pH (CaCl2 ), soma de bases, capacidade de troca catiônica e saturação por bases. Efetuou-se a análise descritiva clássica, com auxílio do software estatístico SAS, análise de correlação e regressão com o Excel, sendo modelados semivariogramas para todos os atributos, obtendose as respectivas validações cruzadas e mapas de krigagens com o GS+ 7.0. A maior parte dos atributos pesquisados apresentou dependência espacial, sendo possível modelar seus respectivos semivariogramas, predominantemente do tipo gaussiano. Os alcances geoestatísticos utilizados para os atributos analisados não deverão ser inferiores a 43,8 m, por serem a distância na qual os valores dos atributos estão relacionados entre si. O estudo da variabilidade dos atributos do solo bem como a adoção de técnicas que auxiliem no manejo do solo, como a geoestatística, é essencial ao adequado desenvolvimento vegetal.

Palavras-chave


agricultura de precisão; Glycine max.; manejo e conservação do solo; semivariograma

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Revista de Ciências Agroveterinárias
 
Centro de Ciências Agroveterinárias - UDESC
Av. Luiz de Camões, 2090 - Bairro Conta Dinheiro
CEP 88520-000 - Lages - SC
Tel (+55 49) 3289-9152
 
rca.cav@udesc.br