Resíduos de antimicrobianos em leite bovino: fonte de contaminação, impactos e controle

Marcella Nunes Pereira, Vildes Maria Scussel

Resumo


O leite é um alimento rico em sua composição e amplamente consumido. Nele, os consumidores buscam nutrientes para uma vida saudável, acreditando que seja livre de contaminantes e resíduos químicos. Porém, sabe-se que a presença de resíduos de substâncias químicas é um achado comum no leite, dentre elas os antimicrobianos de tratamentos nos quais não foram respeitados o período de carência. Equipamentos contaminados, ordenha incorreta e adulteração de leite com baixa qualidade higiênicosanitária também levam à sua contaminação com resíduos antimicrobianos. Tais substâncias interferem na indústria de laticínios, gerando perdas e interferindo em análises laboratoriais de rotina nas indústrias, como testes de fosfatase, peroxidase e redutase. No entanto, o maior risco é para a saúde humana, na qual pode causar diversos danos como processos de hipersensibilidade, teratogênese, alteração da microbiota intestinal, podendo prejudicar sua ação gastromucoprotetora, além de propiciar a seleção de populações de bactérias altamente resistentes. Este trabalho teve por objetivo levantar dados bibliográficos sobre como acontece a contaminação do leite com os antibióticos, qual seu impacto na sociedade e como controlar este problema.

Palavras-chave


contaminação; leite; resíduo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Revista de Ciências Agroveterinárias
 
Centro de Ciências Agroveterinárias - UDESC
Av. Luiz de Camões, 2090 - Bairro Conta Dinheiro
CEP 88520-000 - Lages - SC
Tel (+55 49) 3289-9152
 
rca.cav@udesc.br