Bem estar do trabalhador é essencial para o bem estar animal?

Fernanda Victor Rodrigues Vieira Vicenti, Guilherme Amorim Franchi, Iran José Oliveira da Silva

Resumo


Cada vez mais o bem-estar animal (BEA) está ganhando espaço mundialmente, tanto pela pressão dos países importadores, quanto pela demanda por uma sociedade mais consciente em relação às condições de vida dos animais de produção. Apesar da crescente preocupação com o BEA, há poucos estudos sobre o bem-estar dos trabalhadores e como isso pode influenciar no BEA. O tratamento dos animais está ligado às atitudes e aos comportamentos dos trabalhadores, que por sua vez estão associados a vários fatores humanos, como experiência inicial na atividade, bem-estar e qualidade das condições de trabalho e relação homem-animal. Muitos autores têm investigado essa relação e sua associação às atitudes positivas dos trabalhadores em relação aos animais, o que, consequentemente, influencia o BEA e a produtividade. No entanto, atualmente, não há nenhuma preocupação destacada sobre a questão humana, como o bem-estar dos trabalhadores (BT), que se acredita ser aspecto chave para uma implementação bem sucedida dos programas de BEA. O presente trabalho sugere uma visão mais ampla sobre o BEA, sua relação com o BT e a importância de se melhorar ambos os aspectos em sistemas de produção animal.

Palavras-chave


sistemas de produção animal; bem-estar dos animais de produção; bem estar humano; atitudes de tratadores; relação homem-animal; treinamento

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Revista de Ciências Agroveterinárias
 
Centro de Ciências Agroveterinárias - UDESC
Av. Luiz de Camões, 2090 - Bairro Conta Dinheiro
CEP 88520-000 - Lages - SC
Tel (+55 49) 3289-9152
 
rca.cav@udesc.br