Importância da mastite na produção leiteira do país

Elizabeth Oliveira da Costa

Resumo


A mastite, inflamação da glândula mamária, determina perdas econômicas decorrentes da redução na produção de leite, gastos com medicamentos e assistência veterinária, descarte de leite contaminado após tratamento e descarte de animais. A etiologia da mastite é bastante diversificada, sendo que os casos de importância econômica são causados por microrganismos. Os principais agentes etiológicos foram agrupados quanto à sua origem e modo de transmissão em microrganismos contagiosos (Streptococcus agalactiae, Staphylococcus sp, e Corynebacterium bovis) transmitidos principalmente durante a ordenha e microrganismos ambientais (Streptococcus uberis, Enterobacteriaceae,fungos, algas do gênero Prototheca, etc.). A mastite clínica caracteriza-se por alterações visíveis da glândula e/ou do leite. A mastite subclínica se caracteriza pela diminuição da produção leiteira sem que sejam observados sinais de processo inflamatório. Os programas de controle de mastite tem como objetivo a limitação da prevalência da mastite a níveis economicamente aceitáveis dentro das circunstâncias particulares a cada propriedade. O programa baseia-se em quatro aspectos: fonte de infecção - diagnóstico, tratamento ou descarte; susceptível - nutrição, seleção de animais mais resistentes e higiene de ordenha; vias de transmissão - higiene de ordenha e meio ambiente; conscientização do problema aos produtores devido às perdas econômicas e educação sanitária dos tratadores e ordenhadores. O prejuízo por mastite estimado em propriedades brasileiras foi da ordem de $ 332dolares/vaca/ano, sendo superior ao observado em outros países (nos EUA, por exemplo, a média é de $ 200 dólares/vaca/ano).


Palavras-chave


mastite; bovinos; glândula mamária; microrganismos; controle

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





A revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP
 
Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo
Rua Apeninos, 1088 - Paraíso
CEP 04104-021 - São Paulo - SP
Tel: (+55 11) 5908-4799
Fax: (+55 11) 5084-4907
 
comunicacao@crmvsp.gov.br
www.crmvsp.gov.br