Esterilização cirúrgica de cães e gatos no município de Botucatu/SP no período de 2012 a 2015

S. D. Babboni, E. Legatti, T. C. Souza

Resumo


O número crescente de cães abandonados é uma preocupação para as autoridades de saúde pública em vários países. Controlar as populações caninas e felinas não é apenas equilibrar a demanda de animais com o número de tutores responsáveis por eles, mas é principalmente neutralizar os fatores que colaboram para o abandono (GARCIA, 2009). O trabalho avaliou o número de esterilizações cirúrgicas gratuitas realizadas exclusivamente no canil municipal de Botucatu/SP durante o período compreendido entre os anos de 2012 a 2015. Foram coletados e analisados os registros constantes nos arquivos do canil, relativos aos animais esterilizados durante período de 2012 a 2015. Nos últimos quatro anos foram esterilizados 4.303 animais, entre cães e gatos. Em 2012 foram esterilizados 542 animais, dos quais 219 cães (150 machos e 69 fêmeas) e 323 gatos (216 machos e 107 fêmeas); no ano de 2013 foram 821, incluindo 254 cães (106 machos e 148 fêmeas) e 567 gatos (254 machos e 313 fêmeas); no ano de 2014 foram 1.548, dos quais 622 cães (288 machos e 334 fêmeas) e 926 gatos (363 machos e 563 fêmeas); e no ano de 2015 foram 1.392 animais, representados por 345 cães (215 machos e 130 fêmeas) e 1.047 gatos (471 machos e 576 fêmeas). A procura por esterilização cirúrgica de cães e gatos no município de Botucatu/SP apresentou aumento significativo durante o decorrer dos anos, o que demonstra uma mudança da opinião da população, que anteriormente acreditava que a eutanásia em massa de animais saudáveis fosse a forma de controlar o problema social decorrente do número de animais errantes na cidade. Os proprietários têm a convicção da importância dos animais, prezando mais além do afeto, e sim a saúde animal, tendo a esterilização cirúrgica como um fator favorável. Em contrapartida, o poder público deve preservar não só o bem-estar animal, mas também a saúde pública da população, se considerarmos que a esterilização é uma das maneiras de controle populacional de animais errantes.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





A revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP
 
Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo
Rua Apeninos, 1088 - Paraíso
CEP 04104-021 - São Paulo - SP
Tel: (+55 11) 5908-4799
Fax: (+55 11) 5084-4907
 
comunicacao@crmvsp.gov.br
www.crmvsp.gov.br