Política de destinação de animais errantes ou abandonados em um campus universitário localizado na cidade de Porto Alegre, estado do Rio Grande do Sul, Brasil

C. B. Faraco, I. C. S. Miranda, V. M. Guyoti

Resumo


O abandono de animais é um problema crônico nos campi universitários. A despeito de serem instaladas câmeras e avisos sobre as leis (Lei federal 9.605/98 e Decreto-lei 24645/34), estas iniciativas não intimidam a prática de tais atos para com os animais. Além do problema de bem-estar animal, tal contexto representa risco sanitário para os animais que não têm condições básicas asseguradas (abrigo, alimento adequado, proteção e cuidados de saúde, entre outros), além dos riscos de zoonoses e acidentes com a comunidade acadêmica. As dificuldades para controlar e reduzir a presença de tais animais são muito grandes, pois os campi universitários apresentam condições favoráveis para a permanência de tais animais: fácil acesso e grande oferta de alimento e de água (cantinas e restaurantes). Ao longo dos anos, têm sido propostos diversos procedimentos destinados a controlar o abandono de animais nesses locais. Essas alternativas têm sido testadas isoladamente, incluindo as que utilizam barreiras físicas, mas sem sucesso. Na busca de soluções para o problema na UniRitter – Campus Fapa –, foi elaborada uma política para os animais errantes. Essa proposta articula a combinação de barreiras, a vigilância, a educação da comunidade acadêmica e o encaminhamento de animais para obtenção de melhores resultados que os obtidos em outros campi universitários. A sua aplicação visa obter: a transformação do campus em ambiente de baixo risco de abandono, a redução do risco de mordeduras, a redução do risco de transmissão de zoonoses e o oferecimento de um modelo para a sociedade (já que o problema é uma amostra do que ocorre nas cidades em relação ao abandono de animais). Os resultados obtidos até o momento têm apresentado resultados promissores. A íntegra deste material está disponível em: <http://www.uniritter.edu.br/nossos- -campi#politicas>. Com este documento, a UniRitter regulamenta as práticas internas com relação aos animais abandonados no Campus FAPA seguindo as políticas de proteção e bem-estar animal. O programa foi implantado em 31 de outubro de 2015. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





A revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP
 
Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo
Rua Apeninos, 1088 - Paraíso
CEP 04104-021 - São Paulo - SP
Tel: (+55 11) 5908-4799
Fax: (+55 11) 5084-4907
 
comunicacao@crmvsp.gov.br
www.crmvsp.gov.br