Relato de caso: acompanhamento multidisciplinar de um caso de acumulação de animais no município de Curitiba, estado do Paraná, Brasil

A. H. B. Bruzetti, E. Cristine, G. R. Cunha, B. E. M. Mendes, A. C. Silva, A. W. Biondo

Resumo


O transtorno de acumulação é definido como um distúrbio mental caracterizado pela aquisição compulsiva de objetos e/ou animais, associado à uma dificuldade em se desfazer das posses e à desorganização do ambiente. Nos casos de acúmulo de animais, as condições podem ser mais precárias, agravadas pela ausência de saneamento, espaço, alimentação e acompanhamento veterinário, o que propicia um ambiente com alto potencial zoonótico. Os indivíduos acometidos geralmente apresentam juízo crítico deficiente acerca do seu problema, gerando uma dificuldade de intervenção nesses casos. Essas pessoas vinculam- -se aos animais comumente após vivenciarem situações traumáticas, como perda de um ente próximo. O objetivo deste relato é apresentar uma abordagem multidisciplinar no acompanhamento de um caso de acumulação de animais e de propor uma nova estratégia de intervenção para tais casos. As ações ocorreram em parceria com enfermeiras, psicólogas e médicas-veterinárias da Prefeitura de Curitiba, além de alunas de Terapia Ocupacional, Enfermagem e Medicina Veterinária da Universidade Federal do Paraná. O caso analisado foi o de uma mulher, com 54 anos de idade, viúva, que reside com seu filho adulto na cidade de Curitiba, Estado do Paraná, Brasil. Aproximadamente 40 gatos estão alojados no interior da sua residência e 30 em um gatil construído ao lado da casa exclusivamente para este fim. Não há separação de machos e fêmeas, adultos e filhotes, não havendo controle sobre a procriação e disseminação de possíveis enfermidades. Os animais não recebem assistência veterinária e não possuem vacina contra doenças espécie- -específicas. Pela alta densidade de animais, o odor desagradável de fezes e urina é percebido em todos os locais da casa, que permanece com as janelas e portas fechadas o dia todo. A estratégia proposta compreendeu a realização de visitas técnicas periódicas, de caráter multidisciplinar, destinadas ao estabelecimento de um vínculo com a senhora, que facilitasse o desenvolvimento das demais ações prioritárias, definidas em discussões técnicas sobre o caso. As visitas, ainda em andamento, foram iniciadas em outubro de 2015 e até o mês de março de 2016 foram realizadas doze visitas, com duração média de três horas cada. Os assuntos abordados no acompanhamento terapêutico se referem à saúde e bem-estar da senhora, assim como as dificuldades encontradas no manejo dos animais, identificando pontos críticos e buscando a proposição de novas ideias. Nesse aspecto, são repassadas orientações em relação à alimentação, consumo de água, manejo dos dejetos, controle de parasitos e prevenção da procriação dos animais. Com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos animais e o estado sanitário do ambiente em que vivem, estão sendo realizadas, gradativamente, medidas de promoção da saúde e bem-estar dos gatos, que incluem a administração de medicamentos para controle de parasitos, acompanhamento do estado clínico geral, implantação de enriquecimento ambiental no local de convívio dos gatos e encaminhamento de animais para adoção. A aceitação do manejo ambiental e da adoção dos animais revelam um possível entendimento da senhora frente à problemática apresentada. O enquadramento da Medicina Veterinária nesse contexto tornou-se fundamental para o direcionamento de abordagens específicas para os animais, proporcionando-lhes benefícios para sua saúde, para a saúde dos residentes da casa e para a comunidade em geral. A multidisciplinaridade estabelecida nesse caso tem se mostrado eficaz e de extrema importância para a aplicação de uma abordagem holística do problema, pautada na saúde única. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





A revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP
 
Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo
Rua Apeninos, 1088 - Paraíso
CEP 04104-021 - São Paulo - SP
Tel: (+55 11) 5908-4799
Fax: (+55 11) 5084-4907
 
comunicacao@crmvsp.gov.br
www.crmvsp.gov.br