Neonatologia em bezerros: a importância do colostro

Guilherme Alves Guerra, Elaine Maria Seles Dorneles, Fernando Nogueira Souza, Adriana Cortez, Camila Freitas Batista, Sandra Gesteira Coelho, Andrey Pereira Lage, Alice Maria Melville Paiva Della Libera, Marcos Bryan Heinemann

Resumo


Os neonatos são capazes de responder a agentes infecciosos por meio das respostas imune inata e adquirida, no entanto, estas são lentas, de pequena magnitude e com baixas concentrações de anticorpos. Dessa forma, a transferência materna da imunidade é fundamental para a sobrevivência inicial do bezerro, pois fornece ao neonato bovino anticorpos, células do sistema imunológico e outros elementos essenciais à sua sobrevivência, como nutrientes, componentes do sistema complemento, fatores de crescimento, hormônios, citocinas, oligossacarídeos, gangliosídeos, reativos de oxigênio, proteínas de fase aguda, fatores imunomoduladores, enzimas, ribonucleases, nucleotídeos, poliaminas, peptídeos e proteínas com atividade antimicrobiana, antioxidantes e inibidores de tripsina. Nesta revisão, são discutidos os vários aspectos e características da transferência de imunidade no pós-parto e da neonatologia em bezerros, enfatizando a importância da ingestão do colostro.

Palavras-chave


bovinos; criação de bezerros; colostro; imunidade passiva

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





A revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP
 
Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo
Rua Apeninos, 1088 - Paraíso
CEP 04104-021 - São Paulo - SP
Tel: (+55 11) 5908-4799
Fax: (+55 11) 5084-4907
 
comunicacao@crmvsp.gov.br
www.crmvsp.gov.br