Fatores humanos que influenciam a dinâmica populacional canina

I. S. C. L. Scalco, D. L. Vieira, B. P. Nunes, R. C. M. Garcia

Resumo


A domesticação é um processo que estreita a relação entre seres humanos e animais e que pode gerar diversos benefícios para ambos. De acordo com a teoria do vínculo, é natural que o ser humano, uma espécie social, busque a conexão com outras pessoas e animais não humanos. Este trabalho avaliou os fatores que podem influenciar esta convivência, visto que o comportamento dos seres humanos em sua ligação com os animais é o aspecto que mais afeta a dinâmica destas populações e que a falta de esclarecimento das pessoas envolvendo os compromissos da guarda responsável intensifica os possíveis inconvenientes deste vínculo interespécies. Tratando-se de atitudes humanas, há diversas questões que influenciam a forma como uma comunidade interage com seus cães. Alguns animais são considerados membros da família por seus proprietários, o que pode levar ao antropocentrismo e, consequentemente, interferir na forma como são tratados, conforme os hábitos da família e não segundo suas necessidades. Crenças e hábitos locais podem ser determinantes quando, por exemplo, acredita-se que a esterilização cirúrgica do animal possa causar alterações negativas em seu comportamento ou mesmo em sua descaracterização sexual. Desta forma, religiões e culturas desempenham um papel importante nesta dinâmica, uma vez que líderes religiosos e comunitários exercem grande influência sobre a sociedade local e, quando eles são devidamente informados e convencidos sobre os benefícios da guarda responsável, tornam-se aliados no manejo populacional. Contudo, da mesma maneira, a credibilidade destes representantes comunitários pode impedir intervenções caso eles não as aceitem. É imprescindível que a significância do comportamento humano seja incessantemente considerada nas estratégias de manejo populacional canino, respeitando as peculiaridades culturais e religiosas das respectivas regiões para que os esforços resultem em interações positivas para ambas as espécies.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





A revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP
 
Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo
Rua Apeninos, 1088 - Paraíso
CEP 04104-021 - São Paulo - SP
Tel: (+55 11) 5908-4799
Fax: (+55 11) 5084-4907
 
comunicacao@crmvsp.gov.br
www.crmvsp.gov.br