Unidade móvel de esterilização e educação em saúde: estratégia educacional em guarda responsável

I. S. C. L. Scalco, E. S. C. Lima, R. C. M. Garcia

Resumo


O projeto de extensão Unidade Móvel de Esterilização e Educação em Saúde (Umees), da Universidade Federal do Paraná (UFPR), surgiu em 2010 e desde então desempenha um papel educativo fundamental para a comunidade dos municípios parceiros. O controle reprodutivo de cães e gatos, com a educação dos proprietários sobre guarda responsável e bem-estar animal, possibilita às famílias-alvo assumirem maiores responsabilidades nos cuidados dispensados a seus animais, aumentando a sua expectativa e qualidade de vida. Diversos estudos apontam o comportamento humano como um dos fatores determinantes na dinâmica populacional dos animais de companhia. A educação transformadora para a mudança de comportamentos e atitudes na interação humano-animal é essencial para diminuir o número de animais errantes e de abandonos, além de promover a saúde dos indivíduos e das comunidades e melhorar o nível de bem-estar dos animais. No Projeto Umees, os proprietários participam de palestra prévia sobre guarda responsável, zoonoses e cuidados com os animais. No entanto, do ponto de vista psicopedagógico, há metodologias específicas que viabilizam uma maior eficácia do aspecto educacional que o projeto propõe. É importante ressaltar que a natureza da Umees é alcançar áreas da comunidade em que o próprio acesso à educação básica seja precário. Nesse sentido, o programa se beneficiaria grandemente com a realização de estratégias pertencentes à teoria socioeducacional da autobiografia, teoria que prioriza uma empatia com o educando e seu arsenal empírico e epistemológico. Para uma comunicação eficaz com a comunidade e sucesso das ações, busca-se instruir a sociedade a partir de sua própria perspectiva do mundo, levando em conta fatores primordiais como o nível de instrução da população em questão, a linguagem utilizada e o uso de exemplos tangíveis e de fácil compreensão. Portanto, ao contemplar o impacto social do projeto, este trabalho procura não somente relatar metodologias já empregadas, mas também propõe a sua otimização e sugere novas técnicas pedagógicas para aprimorar o seu desempenho relativo à educação em guarda responsável.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





A revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP
 
Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo
Rua Apeninos, 1088 - Paraíso
CEP 04104-021 - São Paulo - SP
Tel: (+55 11) 5908-4799
Fax: (+55 11) 5084-4907
 
comunicacao@crmvsp.gov.br
www.crmvsp.gov.br