Nefropatia diabética em cães: revisão de literatura

Cínthia Ribas Martorelli, Márcia Mery Kogika, Douglas Segalla Caragelasco

Resumo


O diabetes mellitus que se desenvolve por deficiência de insulina e hiperglicemia crônica usualmente apresenta complicações que incluem catarata, retinopatia, infecções recorrentes e cetoacidose. A hiperglicemia crônica pode promover complicações a longo prazo como a nefropatia diabética. Nos humanos, a nefropatia diabética é caracterizada principalmente por lesão glomerular e geralmente está associada a hipertensão arterial sistêmica. Dentre os mecanismos propostos para a fisiopatologia da nefropatia diabética tem sido referida a lesão glomerular, assim como a lesão nos túbulos renais. Contudo, até o momento existem poucos estudos investigando a relação entre diabetes mellitus e lesão renal em cães. Esta revisão tem por objetivos esclarecer os possíveis mecanismos fisiopatológicos da nefropatia diabética e discutir o conhecimento disponível sobre sua ocorrência em cães.

Palavras-chave


canino; rim; hiperglicemia; diabetes mellitus

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





A revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP
 
Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo
Rua Apeninos, 1088 - Paraíso
CEP 04104-021 - São Paulo - SP
Tel: (+55 11) 5908-4799
Fax: (+55 11) 5084-4907
 
comunicacao@crmvsp.gov.br
www.crmvsp.gov.br