Lipidograma, função hepática e produção de leite em vacas suplementadas com somatotropina recombinante bovina

Daniel Signor, Gustavo Dal Piva, Lucas Huf, Eliana Fiorentin, Brayan Immich, José Francisco Rocha, Marta Lizandra Leal, José Francisco Bragança, Ricardo Xavier Rocha

Resumo


O uso de bST é uma ferramenta que propicia um aumento considerável na produção diária de leite. Entretanto, esta suplementação pode ter influencia na função hepática e no lipidograma. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi avaliar o perfil lipídico e hepático e também a produção láctea de vacas suplementadas com este hormônio. Para isso, foram utilizadas 10 vacas em produção, 90 dias pós-parto, com média de 30 litros/dia. Realizaram-se cinco aplicações com intervalo de 14 dias entre elas. As coletas de sangue para análise de colesterol, triglicerídeos, AST, GGT e albumina foram feitas nos dias zero, 20, 40 e 60 do experimento. Já a produção de leite foi avaliada em três momentos dentro do período de 70 dias. Não houve diferença entre os grupos em nenhum dos parâmetros avaliados tanto para perfil lipídico e função hepática, entretanto, promoveu uma maior produção de leite no período estudado. Sendo assim, conclui-se que a suplementação de bST não exerce influência negativa sobre o lipidograma de vacas leiteiras em produção, bem como não causa dano hepático durante a suplementação deste hormônio por um período de 70 dias e, também possibilita uma maior produção de leite neste período.

Palavras-chave


colesterol; triglicerídeos; AST; GGT; albumina

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Veterinária e Zootecnia
 
Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Campus Botucatu
Distrito de Ruibião Júnior, s/n
CEP 186818-970 - Botucatu - SP
Tel (+55 14) 3880-2094
Fax (+55 14) 3880-2042
 
vetzootecnia@fmvz.unesp.br