Complexo granuloma eosinofílico em felinos: revisão de literatura

Jane Guimarães Sandoval, Anamaria Esmeraldino, Norma Centeno Rodrigues, Luiz Cesar Bello Fallavena

Resumo


O complexo granuloma eosinofílico (CGE) consiste num grupo de lesões que afetam a pele e a cavidade bucal dos felinos, o qual pode ser encontrado sob três formas: (1) úlcera indolente, (2) placa eosinofílica e (3) granuloma eosinofílico. Essas três entidades são agrupadas porque podem ocorrer concomitantemente ou sucessivamente em um mesmo animal. As principais causas são alérgicas, víricas, bacterianas, autoimunes, genéticas, parasitárias e idiopáticas. A úlcera indolente pode ser uni ou bilateral e apresenta-se como uma erosão rasa na região da rafe mediana, não cursando com prurido ou dor. Já a placa eosinofílica é encontrada sob a forma de uma placa alopécica em relevo, eritematosa, erosiva e ulcerada no abdômen, região inguinal, na parte interna ou externa das extremidades pélvicas, no pescoço e nos espaços interdigitais, cursando com prurido. Os granulomas eosinofílicos aparecem freqüentemente na região posterior dos membros pélvicos em forma de cordão, na face e na cavidade bucal, não costumando causar prurido. As drogas de eleição para o tratamento de CGE são os glicocorticóides, sendo o acetato de metilprednisolona o mais utilizado.

Palavras-chave


complexo granuloma eosinofílico; úlcera indolente; placa eosinofílica; granuloma eosinofílico

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Veterinária em Foco
 
Universidade Luterana do Brasil
Av. Farroupilha, 8001 - Prédio 14, sala 126
CEP: 92425-900 - Canoas, RS
Fone: (+55 34) 3218-2521
 
veterinariaemfoco@outlook.com
http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/veterinaria