Dermatofilose em bovinos

Dionei Joaquim Haas, Ana Caroline Doyle Torres

Resumo


O Dematophilus congolensis é o responsável pela enfermidade conhecida como dermatofilose. Esta doença infectocontagiosa pode atingir muitas espécies animais, entre elas, podem-se destacar os bovinos. A ocorrência desta patologia está associada, principalmente, a fatores ambientais como, por exemplo, longos períodos chuvosos, banhos acaricidas, assim como, lesões mecânicas e físicas sob a pele desses animais. Fatores intrínsecos ao hospedeiro como, imunossupressão e desnutrição podem agravar o quadro patológico relacionado a esta enfermidade. Esta é uma doença difundida mundialmente, no entanto, pode ser mais encontrada em países tropicais e subtropicais havendo, portanto, relação com longos períodos chuvosos. Os principais sinais clínicos relacionados a esta enfermidade são a presença de crostas secas associadas a tufos de pelos difundidos pela superfície corpórea do bovino, especialmente na região dorsolateral. O diagnóstico pode ser baseado em observação microscópica da bactéria, cultura do agente, assim como técnicas de biologia molecular. O tratamento dos animais afetados consiste em isolá-los dos demais bovinos e fazer uso da antibioticoterapia. O método mais eficaz para controlar a dermatofilose é a redução do carrapato, assim como de outros ectoparasitas, especialmente os insetos voadores, os quais possuem o papel de disseminadores da doença entre os animais de um mesmo rebanho.


Palavras-chave


Dermatophilus congolensis; pele; fatores ambientais; crostas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Veterinária em Foco
 
Universidade Luterana do Brasil
Av. Farroupilha, 8001 - Prédio 14, sala 126
CEP: 92425-900 - Canoas, RS
Fone: (+55 34) 3218-2521
 
veterinariaemfoco@outlook.com
http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/veterinaria